A norma que determina o fornecimento de informações nutricionais a pessoas com intolerâncias alimentares em bares e restaurantes da capital voltou a ser debatida na Câmara. A Comissão de Saúde e Saneamento se posicionou contra a revogação da norma, que obriga estabelecimentos que produzem e vendem alimentos para consumo imediato a informarem a presença ou não de glúten, lactose e açúcar, bem como se o produto é dietético ou light. Na mesma reunião, ocorrida nesta quarta-feira (28/11), a Comissão discutiu ainda a contratação de parcerias público-privadas para execução de atividades de apoio e infraestrutura na rede pública de saúde. Acesse aqui o resultado completo da reunião. 

Acompanhe a tramitação do projeto do Vereador Léo Burguês de Castro AQUI.